top of page
  • Editor

Ações conduzem a resultados para NÓS, MULHERES!

Para amenizar o problema da invisibilidade do trabalho de cuidado realizado por mulheres, as ações governamentais devem ser direcionadas tanto para o reconhecimento desse trabalho quanto para a criação de estruturas que promovam a igualdade de gênero e o compartilhamento de responsabilidades.

Aqui estão algumas ações práticas que podem ser adotadas:


Políticas de Licença Remunerada: Ampliar a licença-maternidade e paternidade, promovendo a participação equitativa dos pais nos cuidados iniciais com a criança e reconhecendo a importância do papel do pai no compartilhamento das responsabilidades de cuidado.

Seguridade Social para Cuidadores: Criar programas de aposentadoria e benefícios que reconheçam o trabalho de cuidado não remunerado, permitindo que essas atividades contem como tempo de contribuição.

Programas de Apoio ao Cuidador: Estabelecer serviços de apoio, como centros de dia para idosos, creches públicas e programas pós-escola, para aliviar a carga de trabalho das cuidadoras e permitir que elas participem do mercado de trabalho ou tenham tempo para atividades pessoais.

Capacitação e Formação Profissional: Oferecer programas de formação para cuidadores profissionais, aumentando a profissionalização do setor e melhorando o reconhecimento e remuneração desses trabalhadores.


Incentivos Fiscais e Subsídios: Conceder incentivos fiscais para famílias que empregam cuidadores, além de subsídios diretos para cuidadores que não têm condições de arcar com custos de serviços de cuidado.


Campanhas de Conscientização: Promover campanhas que visem mudar a percepção cultural do trabalho de cuidado, destacando sua importância e incentivando a divisão igualitária de tarefas de cuidado entre homens e mulheres.


Políticas de Igualdade no Trabalho: Implementar e fiscalizar políticas de igualdade salarial, para assegurar que mulheres recebam o mesmo salário que os homens por trabalho equivalente, reduzindo a disparidade econômica que muitas vezes impõe às mulheres a responsabilidade do trabalho de cuidado.


Educação para a Igualdade de Gênero: Incluir nos currículos escolares temas sobre igualdade de gênero e a importância do compartilhamento das responsabilidades de cuidado entre homens e mulheres.


Flexibilização das Jornadas de Trabalho: Criar leis que flexibilizem a jornada de trabalho para pais e mães que precisam conciliar o trabalho remunerado com o cuidado dos filhos, como horários flexíveis e a possibilidade de trabalho remoto.


Assistência em Saúde Mental: Oferecer serviços de apoio psicológico e grupos de suporte para cuidadoras, muitas vezes sobrecarregadas pela pressão e pelo estresse associados ao trabalho de cuidado.


Lembrem-se: A mulher movimenta o mundo! Vamos tornar nossas vidas produtivas e respeitadas. Nós podemos, juntas!


Maria Borgo.

6 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page